Agende sua consulta.(17) 3442-5440 - 3442-2454

INFORMATIVOS E DICAS

Queda de cabelos

24/06/2015

Um problema frequente em homens, que também pode ser tratado com as novas tecnologias da dermatologia, é a queda de cabelos. A calvície é uma das piores inimigas do homem contemporâneo, mas já existem tratamentos avançados para a sua prevenção.

2d1344708ad3e207554efc62ab1f17aequeda-cabelo.jpg

O que é Queda de cabelo?

A perda dos cabelos é um problema comum e que atinge milhões de pessoas em todo o mundo. Em primeiro lugar é fundamental que se faça uma distinção entre queda de cabelo e calvície. Homens, em geral, são os mais afetados pela calvície ou alopecia androgenética, embora muitas mulheres também sofram deste problema. A calvície é a falta de cabelos na cabeça e inúmeros fatores podem causar perda dos cabelos. Dependendo da causa, há maneiras diferentes de lidar com o problema. A calvície masculina, o tipo mais comum, por exemplo, tem diversos tipos de tratamento, porém muitas pessoas acabam optando por não realizar nenhum tipo de tratamento e “assumem” a própria calvície. A perda dos cabelos pode ser progressiva, no caso da calvície masculina, mas também pode acontecer de repente, no caso da alopecia areata. Pode acometer somente o couro cabeludo, mas também pode atingir todo o corpo. Alguns tipos de alopecia são apenas temporários, já outros são permanentes.Por outro lado, a queda de cabelo é uma queixa mais comum entre as mulheres e, quando patológica, tem diversas causas, como por exemplo doenças da tireoide, deficiência de ferro, amamentação, doenças infecciosas e autoimunes, entre outras. A causa exata da perda de cabelo vai determinar a quantidade de cabelo perdido, a velocidade com que isso acontecerá e que locais do corpo sofrerão mais com a perda de fios.

Na consulta médica

Descreva ao médico com que frequência você nota queda de cabelo e qual a quantidade de fios perdidos por dia, em média. Tire todas as suas dúvidas, responda às perguntas do médico e realize todos os exames que ele ou ela solicitar. Veja exemplos do que o especialista pode lhe perguntar: